Passar para o conteúdo principal

EXPOSIÇÃO MEMÓRIAS - BREVE HISTÓRIA DA ESCOLA ANDRÉ DE RESENDE

A propósito da Exposição MEMÓRIAS que se encontra patente na Escola do Ensino Básico André de Resende, relembramos a História mais longínqua da nossa escola e a sua participação em projetos nacionais e internacionais.

A Escola Preparatória iniciou o seu funcionamento no ano de 1969, em plena Primavera Marcelista, no edifício do Colégio do Espírito Santo, secção feminina, e no antigo Convento de Santa Clara, secção masculina. Um outro núcleo masculino terá sido criado na FNAT (actual Inatel). Em 1979, a Escola Preparatória de André de Resende mudou a sua localização para o Bairro da Comenda. Em 1991, após publicação de Portaria, a Escola passou a integrar o 3º. Ciclo.

Em 1991/92 começou a associação de escolas com o 1.º Ciclo, registando-se desde aí um alargamento progressivo quer das áreas abrangidas, quer da rede de escolas integradas.

Nos anos escolares de 1995/96 e 1996/97 a Escola inova de novo, com o Projeto para a Educação Multicultural e integra a Rede Nacional de Escolas Promotoras de Saúde.

 No ano letivo de 1996/97 tornou-se na escola sede do Território Educativo de Intervenção Prioritária n.º 2 de Évora, integrando o Pré-Escolar, para além de algumas escolas do 1.º Ciclo.

Em 1998/99, face ao novo modelo de autonomia, administração e gestão dos estabelecimentos escolares, constituiu-se como Agrupamento de Escolas.

A promoção da dimensão europeia da educação foi uma vertente acarinhada pela comunidade educativa, desde 1991/92, com o Projeto de Sensibilização para a Língua Estrangeira no 1º. Ciclo. No ano de 1998 a Escola recebeu o Selo Europeu para as Iniciativas Inovadoras na Área do Ensino /Aprendizagem das Línguas, com o Projeto «Sensibilização à Língua Estrangeira – Francês e Inglês» e no ano de 2000 recebeu o segundo Selo Europeu para as Iniciativas Inovadoras na Área do Ensino /Aprendizagem das Línguas, com o Projeto  “Sensibilização à Interculturalidade - Português e Francês Precoce”. No ano de 99/2000, no âmbito do Programa Sócrates – Comenius, iniciou-se um trabalho, por um período de 8 anos, que contemplou a cooperação com escolas de vários países europeus, e incluiu também a integração de Assistentes Comenius originários de França, Itália e da Turquia. Entre 2003 e 2009 a Escola integrou mais dois projetos europeus: o Projeto Comenius DidacTIClang e o Projeto Língua-L2 INTERCOM, em parceria com escolas e universidades de França, Grécia, Áustria e Bulgária, cujo objetivo central consistiu na produção de materiais didático-pedagógicos para Inglês e Francês, com recurso às TIC.

Entre 2015 e 2017 desenvolveu conjuntamente com a Escola Secundária Gabriel Pereira um Projeto Erasmus +, “Developing English Competences Through Art- Oriented Activities” que envolveu oito países europeus e teve como resultado a publicação de um livro didático.

O Parlamento dos Jovens tem sido um desafio constante para os alunos e professores coordenadores, que o dinamizam desde 1999/2000.

Desde 2009/10 que a Escola tem recebido anualmente o galardão Eco-Escolas pelos seus projetos ecológicos, com dimensão comunitária.